2016: Ano Internacional Dos Pulsos

2016, Ano Internacional dos Pulsos

O ano de 2016 foi declarado "Ano Internacional dos Impulsos" pela 68a Assembl√©ia Geral da ONU, e √© a FAO (Organiza√ß√£o das Na√ß√Ķes Unidas para Alimenta√ß√£o e Agricultura) que √© respons√°vel pela sua implementa√ß√£o. em colabora√ß√£o com governos, ONGs, organiza√ß√Ķes relevantes e outras partes interessadas relevantes. Mas o que √© realmente isso?

Legumes em seu jardim em 2016?

Uma vez que este Ano Internacional dos Pulsos visa colocar em destaque esta cultura, aumentando a consciência dos seus benefícios nutricionais no contexto da produção sustentável de alimentos, no interesse da segurança alimentar, surge uma questão: podemos produzir em seu jardim?

Lembre-se que as leguminosas cobrem aproximadamente as plantas anuais das quais os gr√£os secos s√£o colhidos, ou seja, lentilhas, feij√Ķes, ervilhas e gr√£o-de-bico. Quanto aos feij√Ķes e ervilhas, n√£o h√° problema. Para as lentilhas, opte em compr√°-las de um produtor local.

Leguminosas: uma import√Ęncia muitas vezes evitada

Legumes s√£o de grande import√Ęncia porque fornecem uma fonte essencial de prote√≠nas e amino√°cidos de origem vegetal. Como resultado, eles s√£o consumidos pelos vegetarianos, mas acima de tudo podem fornecer uma dieta equilibrada para as pessoas mais pobres que n√£o t√™m os meios ou a oportunidade de comer prote√≠na animal.

Nutricionistas s√£o todos a favor de elogiar os benef√≠cios das leguminosas na luta contra a obesidade e a preven√ß√£o do diabetes, doen√ßas cardiovasculares e c√Ęncer. Eles fazem parte de uma dieta equilibrada que todo mundo est√° procurando.

Quando se trata de jardinagem, as leguminosas consertam nitrogênio, o que é bom para a fertilidade do solo. E leguminosas forrageiras podem ser cultivadas em adubo verde (tremoço, trevo...). Eles também oferecem uma alternativa adicional na rotação essencial das culturas.

Para saber tudo sobre pulsos

O guia da terra viva de leguminosas

Se voc√™ quer descobrir todas as grandes virtudes das leguminosas, saiba que as edi√ß√Ķes Living Earth publicam um guia de quase 300 p√°ginas, reunindo dicas de cultura, benef√≠cios para a sa√ļde e descobertas de paladar com mais de 150 receitas da o mundo inteiro, para apreci√°-los ainda mais: "O guia de terra vivo de legumes" (em livrarias no dia 19 de fevereiro de 2016).

Os autores s√£o indiscut√≠veis especialistas do setor, e em particular da agricultura org√Ęnica que n√£o poderia se desenvolver sem a contribui√ß√£o das leguminosas: doutor em agronomia, Blaise Leclerc √© especialista em rela√ß√Ķes entre agricultura e meio ambiente, especialista do Instituto T√©cnico de Agricultura Org√Ęnica (ITAB), sem contar que tamb√©m √© jardineiro h√° mais de 30 anos! Claude Aubert √© engenheiro agr√īnomo, autor de muitos livros, na Terre Vivante que fundou, sobre agricultura org√Ęnica, alimenta√ß√£o saud√°vel e rela√ß√Ķes entre meio ambiente e sa√ļde. Como para Pascal AspeRespons√°vel pelos jardins do Centro Ecol√≥gico Terra Viva, sua qualidade de bi√≥logo traz uma complementaridade relevante aos dados dos agr√īnomos. As fotografias s√£o assinadas Jean-Jacques Raynalquem fez da natureza, do jardim e do meio ambiente o seu campo de investiga√ß√£o, para o prazer dos olhos do nosso leitor!

Escrito por Nathalie no dia 28/01/2016

Compartilhe Com Seus Amigos