Primeiros Socorros E Primeiro Aprendizado No Filhote

Voc√™ acabou de adotar um cachorro ou voc√™ pretende? Os primeiros dias de seu animal de estima√ß√£o em sua nova casa s√£o importantes ou mesmo decisivos para seu estado de sa√ļde e seu futuro comportamento...

Primeiros socorros e primeiro aprendizado no filhote

Uma primeira consulta com o veterinário é necessária...

Um dos primeiros reflexos de um novo mestre √© marcar uma consulta imediatamente com o veterin√°rio assim que a ado√ß√£o for finalizada. A primeira visita ao veterin√°rio √© de fato uma oportunidade para abordar muitos pontos com o dono, como protocolos de vacina√ß√£o, desparasita√ß√£o e controle de pragas para colocar em pr√°tica para melhor proteger a sa√ļde do filhote.

Se √© verdade que o cachorro pode ser levado ao veterin√°rio assim que for adotado, os especialistas em c√£es da Toutoupourlechien recomendam para deix√°-lo se acostumar alguns dias ao seu novo ambiente para que o novo mestre possa observar seu comportamento. Com base nessas observa√ß√Ķes, o veterin√°rio pode optar por insistir em certos pontos a serem examinados em mais detalhes durante o exame cl√≠nico do filhote e em que o professor pode elaborar uma lista de perguntas para perguntar ao profissional de sa√ļde. canino.

Estes poucos dias tamb√©m devem ser usados observar a apar√™ncia das fezes do filhote. Eles s√£o um bom indicador do estado geral de sa√ļde do animal e ajudar√£o a saber se sua dieta est√° bem adaptada. N√£o os negligencie!

Problemas de higiene do filhote de cachorro

Um banho sim mas com algumas precau√ß√Ķes

Ao deixar o canil, um filhote pode ter um cheiro forte o suficiente para fazer seu dono querer dar-lhe um banho. √Č bastante poss√≠vel fazer isto da idade de 2 meses mas tomando cuidado para que n√£o tome frio. Para fazer isso, a dura√ß√£o do banho n√£o deve exceder 5 a 10 minutos e a temperatura da √°gua deve estar idealmente entre 30 e 35¬į C. Use um chuveiro de m√£o, ajustando o fluxo em um pequeno jato para evitar tornar este primeiro banho uma experi√™ncia traum√°tica. N√£o use xampu formulado para humanos ou crian√ßas, mas um xampu especialmente adaptado para a pele fr√°gil do filhote que voc√™ vai cuidar de enxaguar bem com √°gua limpa.

Tenha cuidado para n√£o espirrar musgo ou √°gua nos olhos ou ouvidos do pequeno animal. No final do banho, limpe o seu c√£o conscientemente com v√°rias toalhas, em seguida, deixe secar o p√™lo naturalmente, se a temperatura ambiente permitir. Se estiver frio, use um secador para secar o p√™lo, tomando cuidado para n√£o queimar a pele do animal. Para fazer isso, coloque-o em uma temperatura moderada, coloque a m√£o entre o jato de ar quente e o filhote e certifique-se de que o aparelho esteja sempre em movimento durante a secagem. N√£o se esque√ßa de recompens√°-lo calorosamente ap√≥s o banho com uma sess√£o de jogos, ideal para evacuar as tens√Ķes!

N√£o d√™ mais de um banho por m√™s ao seu c√£o para evitar alterar a pele dele. Geralmente, dois a tr√™s banhos por ano s√£o suficientes para c√£es. Entre banhos, nada o pro√≠be de limpar o seu casaco com um pano √ļmido.

Cuidar dos olhos e orelhas do filhote

Na maioria dos casos, os olhos n√£o requerem cuidados especiais. No entanto, alguns animais podem apresentar lacrima√ß√£o ou secre√ß√£o amarelada a marrom-avermelhada. Este √© particularmente o caso de ra√ßas de c√£es ca√≠das ou de nariz curto. Se essas secre√ß√Ķes forem benignas, √© aconselh√°vel limp√°-las diariamente para evitar que elas se estancem e levem a complica√ß√Ķes. Para evitar isso, basta limpar diariamente o contorno dos olhos do seu animal de estima√ß√£o com um pano est√©ril impregnado com solu√ß√£o salina. Nunca use col√≠rio para limpar os olhos do seu animal de estima√ß√£o!

Orelhas saud√°veis ‚Äč‚Äčgeralmente n√£o exigem limpeza interna, mas √© necess√°rio inspecionar o interior regularmente. O interior do pavilh√£o deve estar limpo e rosado, sem vest√≠gios de cera marrom ou odor desagrad√°vel. Se o ouvido mostrar vest√≠gios de cera de ouvido, ele pode ser limpo com um produto de limpeza de ouvido adequado para c√£es e uma compressa est√©ril. Instale algumas gotas de produtos no canal auditivo e massageie a orelha do seu c√£o para soltar a sujeira que se acumulou l√°. Ent√£o deixe seu c√£o tremer. Ent√£o voc√™ limpe o que saiu com o bloco est√©ril. Nunca use um cotonete!

Limpe os dentes...

Os filhotes têm dentes de leite que devem ter caído por volta dos 7 meses de idade. No entanto, é possível acostumá-los a escovar os dentes muito cedo. Use uma unha com cerdas macias e massageie suavemente seus dentes e gengivas. Esse gesto o acostumará à escovação regular de seus dentes adultos, o que pode ser feito com uma escova de dente adequada e um creme dental especialmente formulado para cães.

Aprendendo a limpar o filhote

Entre as quest√Ķes de higiene tamb√©m √© a aquisi√ß√£o de limpeza no cachorro. O filhote deve gradualmente aprender a fazer suas necessidades fora, mas n√£o poder√° controlar seus esf√≠ncteres completamente at√© os 6 meses de idade. Portanto, cabe ao seu mestre ser paciente e seguir estas dicas pr√°ticas:

  • Antecipe os momentos em que o seu cachorro vai querer fazer as suas necessidades. Muitas vezes, ele vai querer depois de comer, depois de um cochilo ou uma sess√£o de jogo, preferencialmente escolher esses momentos para liber√°-lo!
  • Acompanhe-o durante todos os seus passeios, mesmo no jardim, para recompens√°-lo calorosamente quando ele precisar sair. Espere at√© que ele termine e imediatamente depois, d√™-lhe uma pequena surpresa e parabenize-o com grandes abra√ßos e exclama√ß√Ķes positivas. N√£o tenha medo do rid√≠culo!
  • Introduzir a regra de "n√£o visto, n√£o tomado". Qualquer xixi ou pudim que tenha sido feito na sua aus√™ncia ou fora de vista n√£o deve ser seguido de puni√ß√£o. O cachorro √© um animal que vive no momento: ele n√£o vai entender porque ele √© repreendido a posteriori. Se, pelo contr√°rio, voc√™ considerar o fato, diga "N√ÉO" firme e expulse-o.
  • Seja sempre por iniciativa de abra√ßos, car√≠cias e mais geralmente qualquer contato. Repele seu c√£o se ele pedir demais para abra√ßos. Certamente n√£o √© f√°cil, mas necess√°rio!
  • Banalize suas partidas e retornos de casa. N√£o diga "adeus" ao seu c√£o, acariciando-o antes de sair e ignor√°-lo completamente quando ele vai fazer voc√™ festa em seu retorno at√© que tenha se acalmado,
  • Treine seu c√£o para ficar sozinho. N√£o deixe que ele siga voc√™ pela casa, proibindo-o de acessar certos quartos. Envie-o para descansar em sua cesta em outro quarto em que estiver. Fa√ßa uma cesta confort√°vel em um lugar calmo e relaxante, onde seu c√£o vai se divertir.
  • Na sua aus√™ncia, n√£o deixe a casa inteira, mas reduza seu espa√ßo para um ou dois c√īmodos em sua casa. N√£o o deixe sozinho por horas a fio. Comece com 5 minutos e aumente a dura√ß√£o de suas aus√™ncias gradualmente...
  • Configure a √°rea de alimenta√ß√£o do seu cachorro em um canto tranquilo, onde ele n√£o ser√° perturbado enquanto come. Retire a tigela de comida dentro de 15 a 20 minutos depois de oferec√™-lo, mesmo que ele n√£o tenha comido tudo. Nunca d√™ comida para o seu cachorro quando estiver na mesa, mesmo que isso fa√ßa com que voc√™ fique com os olhos marejados...
  • Coloque a cama em um lugar tranquilo, sem passagem, onde ele n√£o possa monitorar as "idas e vindas" dos membros da fam√≠lia. Fa√ßa este lugar aconchegante e confort√°vel para o seu animal de estima√ß√£o para que ele goste de descansar quando sentir a necessidade. Nunca o perturbe quando ele estiver "em seu dod√ī".
  • Seja sempre por iniciativa de contatos com seu cachorro (car√≠cias, brincadeiras, abra√ßos...)
  • Se o seu cachorro o morder durante uma sess√£o de jogo ou ficar muito excitado, pare o jogo imediatamente e ignore-o at√© que ele se acalme sozinho.

Ao contrário da crença popular que tem uma pele dura, nunca coloque o nariz do cachorro em suas necessidades. Esse gesto não é benevolente. Pior ainda, pode fazer com que o seu cão ingira o excremento para escondê-lo ou serve apenas para deixar seu cachorrinho ansioso.

Também evite treinar na limpeza com um tapete de limpeza ou encorajando seu cão a mergulhar em um jornal. Essas técnicas só complicarão e retardarão a aquisição de limpeza em seu animal de estimação.

Ensine seu filhote a voar por conta própria

No nascimento e até aos 4 meses, o filhote atribui fortemente à sua mãe. Então, o cão irá naturalmente empurrar o filhote para trás, de modo que ele tome sua autonomia. Ao adotar um filhote, geralmente com 2 meses de idade, a mãe ainda não fez o descolamento. No filhote, o apego à mãe se tornará, portanto, um apego a um membro de sua nova família adotiva.

Embora seja aconselh√°vel, no in√≠cio, refor√ßar esse apego para permitir que o filhote explore seu novo ambiente familiar sem medo e para iniciar sua educa√ß√£o, ainda ser√° necess√°rio operar depois um distanciamento progressivo para ensine seu filhote a ficar sozinho.Esse distanciamento progressivo vai impedir depois o aparecimento de um dist√ļrbio destrui√ß√£o anexo hiper e ansiedade causando a separa√ß√£o do ladrar inc√≥modo na aus√™ncia do mestre de impurezas, etc.

Gradualmente, monte esse "desapego" seguindo estas dicas:

Faça-o descobrir o mundo exterior...

A partir de vinte e um dias ap√≥s o nascimento de um filhote e at√© aos seus 3 meses prolonga-se o per√≠odo de socializa√ß√£o. √Č durante esse per√≠odo que as habilidades de aprendizado e habitua√ß√£o do filhote s√£o particularmente importantes. Devemos, portanto, ter a oportunidade de faz√™-lo descobrir a maioria das coisas: para atender o m√°ximo de animais de todos os tamanhos e todas as esp√©cies, como muitas pessoas diferentes confrontar um ru√≠do m√°ximo, mostrar-lhe um m√°ximo lugares...

Todos esses estímulos será "salvo" na parte de trás de sua cabeça e evitará como um adulto, ele não se sente medo ou ansiedade sobre essas coisas descobertos no início de sua vida. Para o filhote equacionar essas experiências como algo positivo, elas não devem, no entanto, ser assustadoras. Se tal um ruído ou um animal assusta ele, deixá-lo refugiar-se em suas pernas, mas não se preocupe a acariciá-lo e nunca forçar contato com o objeto do seu medo. Ele deve então incorporar essa nova experiência como algo positivo para o resto de sua vida.

Todas essas novas experiências podem ser conduzidas durante as caminhadas que o filhote precisa para seu equilíbrio e desenvolvimento. Levá-lo em lugares diferentes: na cidade, na floresta, no campo, ao lado de um lago, a praia ou nas montanhas, se puder... Não limite suas saídas para as saídas de higiene simples, mas oferecer-lhe pelo menos uma caminhada real uma ou duas vezes por dia.

No entanto, tenha cuidado, durante o seu per√≠odo de crescimento, o filhote n√£o deve andar ou correr por um longo tempo, o que poderia exp√ī-lo a problemas articulares em sua vida adulta. √Č necess√°rio estar mais vigilante com ra√ßas de c√£es conhecidas por terem uma energia transbordante que precisa ser canalizada. Este √© particularmente o caso de c√£es de trabalho como o Pastor Australiano ou Border Collie que v√°rias horas de exerc√≠cio n√£o assustam! Durante seu crescimento, ser√° melhor ser razo√°vel e oferecer-lhes v√°rias caminhadas de cerca de trinta minutos no dia, apenas uma grande caminhada de duas horas!

Faça o seu cachorro entender o seu lugar...

Tão logo seja possível na vida do seu filhote, estabeleça regras de vida e estabeleça limites claros para que ele não se torne um pequeno tirano doméstico.

O respeito a essas regras simples estabelecerá as bases para um relacionamento saudável e equilibrado entre o cão e os membros de sua nova família:

  • Configure a √°rea de alimenta√ß√£o do seu cachorro em um canto tranquilo, onde ele n√£o ser√° perturbado enquanto come. Retire a tigela de comida dentro de 15 a 20 minutos depois de oferec√™-lo, mesmo que ele n√£o tenha comido tudo. Nunca d√™ comida para o seu cachorro quando estiver na mesa, mesmo que isso fa√ßa com que voc√™ fique com os olhos marejados...
  • Coloque a cama em um lugar tranquilo, sem passagem, onde ele n√£o possa monitorar as "idas e vindas" dos membros da fam√≠lia. Fa√ßa este lugar aconchegante e confort√°vel para o seu animal de estima√ß√£o para que ele goste de descansar quando sentir a necessidade. Nunca o perturbe quando ele estiver "em seu dod√ī".
  • Seja sempre por iniciativa de contatos com seu cachorro (car√≠cias, brincadeiras, abra√ßos...)
  • Se o seu cachorro o morder durante uma sess√£o de jogo ou ficar muito excitado, pare o jogo imediatamente e ignore-o at√© que ele se acalme sozinho.

Lembre-se: Se voc√™ n√£o tiver uma educa√ß√£o b√°sica em tenra idade, seu c√£o ter√° mais chances de desenvolver v√°rios dist√ļrbios comportamentais mais tarde na vida adulta. Estes problemas comportamentais ser√£o ent√£o muito mais dif√≠ceis de "reeducar".

Vídeo: Pronto-Socorro Histórias de Emergência Mordida de Tartaruga T09X01.

Compartilhe Com Seus Amigos