Como Fazer Um Cachorro E Um Gato Morarem Juntos: Nossos Conselhos

Como diz o ditado "se dê bem como cão e gato", a coabitação entre essas diferentes espécies pode ser conflituosa. Na verdade, cães e gatos não compartilham os mesmos códigos de comunicação e pode ser difícil para eles aprenderem como compartilhar seu espaço de vida.

No entanto, esse mau acordo n√£o √© necessariamente inevit√°vel! Existem solu√ß√Ķes para faz√™-los viver juntos, mesmo que o tempo de adapta√ß√£o seja por vezes longo. Compreender os fundamentos dessa discord√Ęncia √© necess√°rio primeiro para colocar em pr√°tica os m√©todos corretos e ajud√°-los a aceitar uns aos outros.

Como fazer um cachorro e um gato morarem juntos: nossos conselhos

Uma coabitação às vezes conflituosa: por quê?

Se a coabitação de gatos e cães às vezes é difícil, é porque eles "andar" não semelhante socialmente, eles não têm a mesma linguagem corporal nem o mesmo de seu território. Por exemplo, é bem sabido que um cachorro abanando a cauda é feliz, enquanto um gato que bate na cauda fica irritado.

O escalonamento n√£o √© interpretado como a mesma mensagem por ambos, e este √© o caso de muitas outras atitudes, como a patinagem, que pode ser entendida como um convite para brincar com o cachorro e um sinal de ataque para o gato. Em termos de territ√≥rio, o c√£o em vez ocupa o ch√£o, enquanto o gato √© capaz de ocupar todos os espa√ßos... √Č tudo um c√£o e um gato vivo e n√£o troca da mesma maneira.

Como preparar sua primeira reuni√£o?

O encontro de um cão e um gato nem sempre acontece bem na primeira vez e deve ser feito na sua presença para que você possa intervir, se necessário. Segure o cachorro na coleira para que ele possa segurá-lo se ele for muito abrupto. A razão para esta atitude pode ser o desejo de jogar como instinto de caça do cão, o que não necessariamente machucar o gato, mas será tentado a segui-lo, se ele fugiu.

O gato, entretanto, provavelmente estar√° na defensiva e pode ir a algum lugar para se esconder, o que significa que ele ainda n√£o est√° pronto. N√£o insista ou force-os a aproximar-se ou sentir, espere que eles se recuperem de suas emo√ß√Ķes e tente novamente mais tarde. O gato deve ter a oportunidade de fugir, se quiser, e recompensar seu c√£o quando ele estiver calmo em sua presen√ßa. Depois de um tempo, o gato se aproximar√° e eles se conhecer√£o.

Os erros não fazem para uma coabitação bem sucedida!

Não mostre favoritismo, mesmo que seja tentador mimar o recém-chegado, seja sempre justo em carícias e guloseimas, converse com ambos sem fazer qualquer diferença. Não imponha contato com eles, especialmente se o gato não parecer disposto: apontá-lo desde o início pode envenenar seu relacionamento mais tarde! Tenha cuidado para não deixar seu cão correr atrás do gato, ele vai assustar o gato e o fato de que ele fugir vai excitar ainda mais o cão.

Se você não intervir no rosnar, ele não perderá a sua reflex caça e pode começar a qualquer momento, particularmente na sua ausência, que pode causar danos... Lembre-se que o gato é um animal territorial: não deixe seu cão acessa suas coisas reservadas, como roupa de cama, brinquedos ou sua cadeira favorita. Da mesma forma, o gato não deve comer na tigela do cachorro ou convidar-se em sua cesta.

Dicas e truques para facilitar a coabitação do gato

Sua atitude est√° no cora√ß√£o de uma boa conviv√™ncia entre seus animais: tenha cuidado para n√£o favorecer um ou outro em situa√ß√Ķes que possam causar injusti√ßa ou ci√ļme. Instale a tigela, o canto do sono e os brinquedos de cada um em lugares separados, para respeitar sua autonomia e especialmente a bolha solit√°ria do gato. N√£o hesite em instalar ref√ļgios em altura onde s√≥ ele poder√° alcan√ßar para tirar a soneca ou o seu banheiro tranquilamente.

Tamb√©m n√£o se esque√ßa de colocar a maca fora do alcance do c√£o. Pense em refor√ßar o bom comportamento de um em rela√ß√£o ao outro e parabenize com deleites e car√≠cias em partes iguais. Se voc√™ perceber que seu c√£o quer brincar com o gato quando ele obviamente n√£o estiver com vontade, ligue para ele e brinque com ele para desviar sua aten√ß√£o. Ensine-o a n√£o fixar no gato, sempre com a mesma ordem: "sair" ou "n√£o tocar". Se seu gato est√° realmente estressado, use um difusor de ferom√īnio calmante.

Vídeo: DICAS PARA ADAPTAÇÃO GATO X GATO.

Compartilhe Com Seus Amigos