Paisagistas Optam Cada Vez Mais Por Zero Phyto

Os jardineiros paisagistas são os principais protagonistas do meio ambiente, pois seu trabalho se concentra na criação, manutenção e desenvolvimento de jardins e áreas ajardinadas. Quando se comprometem a zero phyto, ou seja, sem um produto fitossanitário, tornam-se, além disso, os promotores de uma jardinagem mais verde com os seus clientes, que serão então convencidos a mudar as suas práticas.

O fito zero: profissionais para indivíduos

O fito zero: profissionais para indivíduos

Paisagistas e jardineiros trabalham para os indiv√≠duos, mas tamb√©m para as empresas e comunidades locais, e √© atrav√©s da implanta√ß√£o de seu know-how, escolhendo certas plantas e materiais ao inv√©s de outros que levam em conta o meio ambiente e biodiversidade. Quando explicam essas pr√°ticas e as raz√Ķes de sua abordagem, elas se tornam promotoras de uma jardinagem mais respeitosa do meio ambiente que todos ser√£o levados para reproduzir em casa.

A n√≠vel nacional, o plano Ecophyto ou zero fito previsto na lei sobre a transi√ß√£o energ√©tica para o crescimento verde, prev√™ que o Estado, as autoridades locais e seus agrupamentos, bem como os estabelecimentos p√ļblicos n√£o podem usar ou fazer uso de produtos fitofarmac√™uticos para a manuten√ß√£o de espa√ßos verdes, florestas, estradas ou passeios acess√≠veis ou abertos ao p√ļblico desde 1 de janeiro de 2017, exceto conforme previsto por lei.

Mas os indiv√≠duos tamb√©m est√£o preocupados com a lei, j√° que, desde a mesma data, a venda de pesticidas qu√≠micos n√£o √© mais autorizada e, a partir de 1¬ļ de janeiro de 2019, a venda e o uso de pesticidas qu√≠micos ser√£o proibidos a indiv√≠duos..

O objetivo é reduzir massivamente o uso de pesticidas, mesmo que os agricultores permaneçam curiosamente fora dessa abordagem, como mostrado pelo imbróglio sobre a recusa do governo em promulgar a saída do glifosato em lei, o mais tardar em três anos. anos.

Felizmente, outros profissionais, paisagistas e paisagistas dedicam-se a zero phyto. Este √© particularmente o caso da Ambiance Paysage, que segue este caminho desde 2017 com o uso exclusivo de produtos naturais para manuten√ß√£o e paisagismo. Esses profissionais d√£o o exemplo e, acima de tudo, provam que existem solu√ß√Ķes alternativas para pesticidas particularmente agressivos, potencialmente perigosos para a natureza, mas tamb√©m para a sa√ļde dos cidad√£os.

Escrito por Nathalie em 13/06/2018

Compartilhe Com Seus Amigos