Envasamento De Uma Orquídea: Qual Envasamento Solo, Qual Vaso?

orquídea

Após a floração, as orquídeas tendem a perder o vigor. Para ajudá-los a recuperar a força e o esplendor, é necessário fazer o processamento. Esta operação é realizada em conformidade com certas regras. Aqui estão algumas dicas que ajudarão você.

O interesse de repotting sua orquídea

Para uma orquídea se desenvolver adequadamente, ela deve evoluir em um ambiente adequado. No entanto, quando cultivada em vasos, seu crescimento pode ser alterado pela decomposição do solo original. Também pode ficar sem espaço e sufocar.

Para ser feito a cada dois ou tr√™s anos, o repotting √© usado para substituir o substrato. Esta a√ß√£o promove a renova√ß√£o da ingest√£o de nutrientes. Melhor ainda, participa no aumento da granularidade da planta. As ra√≠zes beneficiam de uma melhor ventila√ß√£o e desenvolvem-se em melhores condi√ß√Ķes.

As regras essenciais para um bom envasamento de uma orquídea

Tenha cuidado, as regras para repotting uma orquídea não são as mesmas para outras plantas. Já, no que diz respeito à escolha do substrato, é imperativo optar por um solo de envasamento adaptado às orquídeas. Estas plantas não podem realmente crescer em um solo de envasamento padrão.

orquídea

Um produto composto por fibras, peda√ßos de casca, perlita, esfagno, fibra de coco, carv√£o e bolas de barro √© ideal. Al√©m disso, o pote que ser√° usado para o repotting tamb√©m deve ser selecionado com cuidado. √Č aconselh√°vel escolher um pote poroso feito de terracota. Este √ļltimo tem a vantagem de oferecer mais ventila√ß√£o √†s ra√≠zes. Se assim for, frascos de pl√°stico transparentes podem fazer o truque. Eles facilitam a verifica√ß√£o do estado da raiz.

A adição de um suporte de panela trará um toque estético. Você também deve certificar-se de criar pequenos orifícios no fundo da panela para evitar que as raízes apodreçam e "se afogem" na água.

A técnica para chegar lá

O primeiro passo no repotting é remover suavemente a planta do seu antigo pote. Usando os dedos ou um garfo, remova o restante do limo que se prende às raízes e remova as raízes podres, mortas ou quebradas, usando uma tesoura desinfetada.

O caule seco e as folhas amarelas também devem ser removidos. Na nova panela, adicione o substrato e deite a planta gentilmente, assegurando que as raízes estejam bem distribuídas. Cubra-os com substrato, em seguida, aperte a orquídea para que ela possa aproveitar a melhor estabilidade. O passo final é pulverizar água no solo do vaso.

Compartilhe Com Seus Amigos