Um Terraço De Campo Com Vista Para A Flor... Em Montmartre!

Dif√≠cil em Paris estar em contato com a natureza. Mas neste terra√ßo com vista para Montmartre, a flor √© m√°xima, em todas as esta√ß√Ķes. Demasiado presente para os gostos dos propriet√°rios, as grades de metal do local foram realmente apagadas por um jogo de campos maci√ßos concebidos pelo arquitecto paisagista Xavier de Chirac.

ANTES : no topo de um edifício parisiense, um terraço vazio e triste, com uma cozinha ao ar livre cujos proprietários não aproveitaram.

AP√ďS: maci√ßo olhar selvagem, para um alto jardim empoleirado muito inspirado fronteiras inglesas mistas.

Maciços curvilíneos

Escolhidas alto o suficiente, as flores escondem as paredes, os olhos passando diretamente das planta√ß√Ķes para o azul do c√©u. Estar√≠amos no campo?

Objetivo: criar maci√ßos com formas org√Ęnicas. Curvas e contra-curvas das lixeiras foram assim tra√ßadas manualmente com os clientes, seguindo o contorno de um cord√£o. Projetado sob medida, as caixas de plantio d√£o a impress√£o de um jardim no ch√£o. "Usamos o v√°cuo do selo, grande o suficiente para afundar os recipientes e fingir que as plantas est√£o saindo do ch√£o!"

Metal para harmonia

Hort√™nsia, rosa? Caixas de zinco tamb√©m promovem a aprendizagem bot√Ęnica, porque √© poss√≠vel indicar o nome das plantas com giz no metal!

O zinco foi, portanto, escolhido para os recipientes: duas vantagens, primeiro é fácil de usar, se dobra bem ao feito sob medida, e, nesse caso, ele lembra as grades de metal e do que o da pérgula. O aspecto natural é favorecido com massas não superiores a 35 centímetros de altura e plantas caindo generosamente sobre o zinco.

Surpresas de vegetais

Para evitar que compensem o conjunto, as árvores e os arbustos, como a cerejeira ou o corniso, plantados em caixas independentes, são assim isolados dos restantes leitos, para contentores enterrados na desordem vegetal e que, portanto, permanecem invisível a olho nu.

Para chegar √† deliciosa bagun√ßa desejada pelos propriet√°rios, o paisagista Xavier de Chirac se inspira nas fronteiras mistas brit√Ęnicas. Uma base de plantio de flores - hort√™nsias, pe√īnias, √≠ris, agapantos e rosas - √© picada por lugares de surpresas: o corniso ou a framboesa parecem surgir espontaneamente das planta√ß√Ķes. No final, o terra√ßo tamb√©m convida o devaneio a brincar: "Morangos ou framboesas, pequenos frut√≠voros t√™m um aspecto l√ļdico!"

Vídeo: BAIRROS DE LISBOA.

Compartilhe Com Seus Amigos